notícias da OA
-
Nuno Almendra
-
Nuno Almendra
-
Nuno Almendra
Sessão Solene de Encerramento da programação das comemorações do Dia Mundial da Arquitectura 2017
30.10.2017
Aconteceu na passada sexta-feira a Sessão Solene de Encerramento da programação das comemorações do Dia Mundial da Arquitectura 2017, onde foi atribuído o título de membro honorário ao engenheiro civil António Segadães Madeira Tavares, ao arqueólogo Cláudio Torres, ao arquitecto paisagista João Gomes da Silva e aos arquitectos Diogo Lino Pimentel, Isabel Ortins de Simões Raposo e Pedro César Vieira de Almeida, a título póstumo.


"Caros novos membros honorários da OA e seus familiares e amigos, caros colegas, em especial os diversos membros dos órgãos sociais da OA, e particularmente o Presidente da Mesa da Assembleia Geral, as presidentes da SRN e SRS, representantes de instituições públicas, privadas e empresariais.

Ilustres convidados e todos os que nos honram com a sua presença.

Desde há alguns anos que a OA tem encerrado este mês de Outubro, que temos referido como o mês da arquitectura com a distinção como Membros Honorários de personalidades ou entidades que de um ou de outro modo se têm distinguido na exploração de novos caminhos de uma cultura arquitectónica que consideramos e queremos cada vez mais plural e abrangente.

Caminhos que podem ter a ver com a produção de obras arquitectónicas relevantes ou com percursos que, ainda que aparentemente distintos, consideramos criadores de novas ideias e propostas culturalmente importantes e abrindo novos horizontes.

Este ano vamos distinguir personalidades que se enquadram num ou noutro destes percursos, e gostaria de explicar brevemente as razões das suas escolhas e até em parte da estrutura desta breve cerimónia.

De facto, estatutariamente os membros honorários são indicados pelo CDN e foi o que fizemos aprovando uma proposta de 4 novos membros.

Acontece que surgiu depois uma proposta, subscrita por diversos membros da Ordem para que o título fosse também dado a outros dois membros. Proposta que o CDN não teve qualquer dúvida em apoiar e apresentar. Se o estamos a referir é tão só para destacar um mérito que não é nosso e por isso também não queremos dele apropriar-nos.

Essa a razão do pedido feito ao colega Gonçalo Byrne, um dos subscritores da referida proposta, para apresentar os Arquitectos Diogo Lino Pimentel e Pedro Vieira de Almeida, este último a título póstumo.

Quanto aos restantes nomes gostaria ainda de explicar algumas das razões da escolha. Razões que têm a ver com o entendimento que temos da arquitectura enquanto actividade cultural que se exprime de uma forma diversificada e plural onde cabem múltiplas áreas de conhecimento e onde a colaboração entre as diversas experiências profissionais é fundamental.

Foi essa a razão para a opção em destacarmos pessoas e actividades de áreas tão diversas como as que distinguimos este ano. Áreas todas elas de uma ou de outra forma relacionadas com a arquitectura em aspectos fundamentais e no modo como trabalham com o tempo, o espaço, a técnica e o homem.

Para além das especificidades próprias de cada uma das actividades, de facto cada uma delas abre e prolonga dimensões para nós tão fundamentais como a dimensão temporal talvez melhor simbolizada pela arqueologia que nos permite uma melhor compreensão do presente por aquilo que é o conhecimento do passado e aquilo que ele nos permite de um melhor conhecimento de sítios e lugares.

A dimensão espacial que o paisagismo nos ajuda a prolongar muito para além dos limites do construído e do não construído.

Para além também daquilo que é a obra do homem e a da natureza, que muitas vezes esquecemos que é também obra do homem na sua contínua humanização e apropriação do natural.

Não podemos também esquecer a dimensão técnica muitas vezes desvalorizada nas aceleradas apreciações que fazemos das obras de arquitectura.

Técnica que não entendemos como a capacidade de resolver os problemas colocados, mas antes com a possibilidade de colaborar no desenvolvimento da solução qualitativamente mais ajustada a cada problema.

Finalmente a referência a uma outra dimensão, que está muito para além daquilo que geralmente nos é mostrado de mais superficial ou espectacular.

Não porque cada um destes aspectos não possa ser importante, mas apenas porque a arquitectura, tal como a entendemos, não se pode nunca limitar a eles e nunca pode esquecer a necessidade de estar atenta à resposta das necessidades do homem.

Todas estas dimensões que, como sabemos, se complementam e interligam em cada uma destas actividades e que aqui quisemos destacar na obra de cada um destes criadores.

Gostava ainda de referir a opção pelas placas que de algum modo ficarão como a memória desta pequena cerimónia.
De facto, dissemos na nossa tomada de posse que pretendíamos representar uma continuidade com as memórias das várias associações que nos precederam.

Considerámos por isso que nada melhor do que reproduzirmos em fundo do diploma comemorativo dos membros honorários a acta da fundação da Sociedade dos Arquitectos Portugueses em 7 de Janeiro de 1903, subscrita pelos colegas Alfredo d’Ascenção Machado e Francisco Carlos Parente e onde deveriam ainda constar as assinaturas de Miguel Ventura Terra e José Alexandre Soares, que por qualquer razão que desconhecemos nunca a chegaram a assinar.

Agradecemos a todos terem aceite ser Membros Honorários da OA.

Agradecemos a todos pela oportunidade que nos deram de ter o prazer de usufruir das suas múltiplas capacidades de trabalho.

Por fim um agradecimento também à CIN e AGEAS pelos seus patrocínios, à Sogrape, Sushishop e Ottima pelos seus apoios. Sem eles, não teríamos conseguido organizar este evento."

José Manuel Pedreirinho
Presidente do CDN




Subscrever E-Newsletter



 

BA

JA

mais

 

Encontre um Arquitecto
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA
CARMO