agenda
-
Memento / Momento - arquitecto Viana de Lima
28.09.2018
Exposição sobre o Arquitecto Viana de Lima
inauguração 8 de Outubro, 18:30 horas
Patente de 2 a 30 de Outubro
Galeria da Sede Nacional da Ordem dos Arquitectos, em Lisboa
Organização: Ordem dos Arquitectos - CDN com a Câmara Municipal de Esposende


EXPOSIÇÃO
MEMENTO, MOMENTO, são substantivos que servem de mote à exposição de Viana de Lima.

Memento, como processo-síntese onde se resume uma parte da obra do arquitecto ou apontamento em modo de lembrete do que se tem de fazer. O Momento, são espaços de tempo que foram materializados traduzidos em arquitectura. O Momento que aglutina o tempo e que se materializa na forma. A exposição apresenta alguns mecanismos de tradução, interpretação onde as peças de arquitectura são pedaços de tempo que se transportam nas entranhas dos edifícios.
A exposição encontra-se dividida em duas partes onde a arquitectura de Viana de Lima aporta a uma dimensão oculta instigada pelo renascimento e os traçados áureos de Vitrúvio, para depois passar pelo Modulor de Le Corbusier.
Numa primeira parte, o arquitecto esposendense é dominado pelo processo de desenho clássico das proporções que dominam a sua ideologia até aos meados do século XX. Neste período Viana de Lima não é alheio aos métodos do Arq. Marques da Silva e à componente operativa do Arq. Rogério de Azevedo na Direcção-Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais.
Numa segunda parte, podemos observar a intercepção com o Movimento Modernista Europeu que foi o ingrediente explosivo de uma “supernova” que desponta no panorama da arquitectura portuguesa, entre correntes ideológicas contraditórias do Estado Novo.
O sistema de medida do Modulor vai marcar presença nas obras do nosso arquitecto depois dos anos 50. As figuras internacionais da arquitectura mundial como Le Corbusier, Walter Gropius, Alvar Aalto, Mies Van Der Rohe, Luis Sert e Oscar Niemayer, com quem colaborou, também foram uma inspiração/ influência.
O modernismo em Viana é unido à História da Arquitectura icónica, tem a colaboração do passado e é proporcionada para ser miscigenada com a verdade dos factos metamorfoseados, convertendo-se numa nova forma. O objecto transforma-se numa imagem passível de se identificar com os valores de origem, condicionado pela escala da ascendência. No entanto, a génese essencial, o efeito do pensamento, da sua ideologia, do prazer, do gosto, do entusiasmo na regeneração linguístico-formal, da realização funcional e estrutural servem para a renovação do léxico gramatical na arquitectura nacional.

Paulo Guerreiro

Subscrever E-Newsletter



 

TSF

JA

mais

 

OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA