notícias da OA
-
O Prémio Pritzker de 2019 é Arata Isozaki
07.03.2019
O Prémio Pritzker de 2019 foi atribuído ao arquitecto Arata Isozaki, anunciou a organização esta terça-feira. “É uma grande figura da arquitectura contemporânea”, garante ao PÚBLICO o crítico de arquitectura Jorge Figueira, “com uma capacidade de inclusão de temas diferentes”. Plural nas linguagens, a arquitectura de Isozaki, que o próprio descreve como "invisível", nasceu dos escombros do Japão depois das bombas nucleares.

Jorge Figueira destaca duas fases de relevo no trabalho do profissional japonês. Primeiro na década de 1960, no âmbito do “movimento metabolista japonês, um dos grandes movimentos de vanguarda do momento”, e depois nos anos 1980, em que efectuou “uma viragem para a arquitectura pós-modernista, para uma arquitectura mais permeável e até mais ocidentalizável” – “mais ecléctica e mais plural".

O reconhecimento agora vincado pelo Pritzker, que este ano cumpre a sua 40.ª edição, “é um prémio de carreira, de percurso”, reflecte o crítico, admitindo que "talvez seja um pouco tardio para uma figura cuja presença e influência é tão vital entre os anos 1960 e 80/90”.

O próprio Isozaki disse ao New York Times que o prémio que lhe foi atribuído esta terça-feira “é como uma coroa na lápide funerária”. É o corolário de uma carreira que já lhe deu a importante medalha de ouro do Royal Institute of British Architects em 1986, mas também a Ordem das Artes e das Letras francesa em 1997 ou o Leão de Ouro da Bienal de Veneza um ano antes.


Fonte: Público online

Subscrever E-Newsletter



 

TSF

JA

Newsletter JA

mais

 

OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA