outros prémios internacionais
-
Atelier do Porto recebe menção honrosa em prémio internacional
20.06.2014
"Flagship" é o nome do projecto que foi premiado com mil dólares nos Estados Unidos. Estrutura, criada por dois arquitectos portuenses, é uma mistura entre vidro e 240 bandeiras de tecido

Os arquitectos portuenses João Araújo Sousa e Joana Correia da Silva receberam uma menção honrosa num concurso internacional de arquitectura, nos Estados Unidos. O projecto “Flagship” foi premiado com mil dólares (cerca de 737 euros) na competição Sunbrella Future of Shade, promovida pela plataforma Architizer e pela marca empresa de tecidos Sunbrella.

Ambos com 34 anos e formados na Escola Superior de Arquitectura do Porto (ESAP), João e Joana idealizaram um edifício “que combina a transparência do vidro com a sombra proporcionada pelo resistente tecido Sunbrella Marina”. A piscar o olho à realidade portuguesa, o “Flagship” foi pensado para zonas costeiras. “A ideia foi criar um pequeno pavilhão que oferecesse algum refúgio junto ao mar e protecção do sol. Tentámos criar um pavilhão livre em que estas sombras criam alguma dinâmica entre si”, explicou João ao P3.

“Procurámos inovar e usar o tecido também nos bacos: assim, temos as pessoas sentadas nessa mesma bandeira”, continua o arquitecto do Porto. “Flagship” materializa-se em secções de vidro estrutural, “combinadas com uma sequência de bandeiras suspensas [240] e lançando sombras rítmicas que mudam ao longo do dia”.

Diz João Sousa que o projecto — e o seu nome — é uma mistura entre “o barco que liderava uma esquadra, no tempo dos veleiros, e o comércio de hoje, no qual a loja âncora e designada ‘flagship’ ”. Não há, ainda, perspectivas de o projecto ser concretizado. João justifica a dificuldade com o facto de ser feito em vidro, o que o torna “um bocadinho caro”. “É ambicioso na parte técnica e construtiva.”

Do júri do concurso, que decorreu entre 18 de Fevereiro e 11 de Abril, fizeram parte Marc Kushner (Architizer), Fred Bernstein (The New York Times), Diana Balmori (Balmori Associates) e Scott Campbell (Rainier Industries). O arquitecto Tony Leung foi o vencedor desta segunda edição, com o projecto “Xafari Modular Rainwater Harvesting Pavilion", tendo recebido dez mil dólares (cerca de 7 300 euros). Houve ainda outra menção honrosa, atribuída a Rojkind Arquitectos + Diéguez Fridman, pelo Yanay Hotel: 19 “bungalows” individuais, com uma “reinterpretação poligonal da tradicional tenda de tecido”.

Fonte: P3


Subscrever E-Newsletter



 

TSF

JA

mais

 

VAILLANT A
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX CONHECER 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA