notícias da OA
-
Território e paisagem têm de ter peso nas decisões nacionais
16.11.2020
O Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, recebeu em audiência, a 11 de Novembro, o Presidente, Gonçalo Byrne, e a Vice-Presidente do Conselho Directivo Nacional, Paula Santos.

Gonçalo Byrne apresentou as linhas programáticas do mandato em curso, sublinhando a importância de colocar os arquitectos no planeamento, na discussão e intermediação das questões urbanas e de cidadania, como defendido pela Ordem dos Arquitectos no contributo apresentado ao Plano de Recuperação Económica e Social 2020-2030.

O Presidente referiu também a participação da Ordem nos mecanismos e medidas especiais de contratação pública, nos termos em que se pronunciou sobre a Proposta de Lei n.º 41/XIV/1.ª.

Manifestando a disponibilidade de os arquitectos se empenharem em intervenções que respondam aos critérios de exigência de sustentabilidade, Gonçalo Byrne insistiu na necessidade de reforçar a capacidade técnica dos arquitectos para responder aos objectivos e orientações que o Governo de Portugal e a Comissão Europeia definiram para os próximos anos.

Gonçalo Byrne, considerando a mais-valia económica da Arquitectura, reforçou a urgência da implementação das medidas preconizadas na “Política Nacional de Arquitetura e Paisagem”, uma Resolução do Conselho de Ministros de 2015, que reconhece a Arquitectura e a Paisagem como expressão da identidade, história e cultura colectivas e com fortes implicações no desenvolvimento do País.

Por fim, Gonçalo Byrne, expressou a disponibilidade da Ordem dos Arquitectos para prosseguir acções conjuntas com o Ministério para a melhoria das condições económicas da classe, através de protocolos ou a participação em grupos de trabalho.


OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA