outros prémios internacionais
-
sala de leitura da Escola Portuguesa de Macau recebe prémio UNESCO
08.11.2012
Rui Leão e Carlotta Bruni, arquitectos de Macau, receberam um prémio da UNESCO pelo projecto da sala de leitura da Escola Portuguesa, no edifício modernista da segunda metade do século XX desenhado pelo arquitecto português Raúl Chorão Ramalho. Segundo a UNESCO, a nova sala “realçou discretamente a estética contemporânea do notável do complexo modernista de 1963”. “Ao demonstrar uma elegante abordagem na extensão do espaço utilizável da escola num contexto urbano muito denso sujeito à pressão da remodelação, a nova sala de leitura confere um novo nível de significado e melhora a funcionalidade contínua deste ícone da comunidade macaense portuguesa”, frisou a organização. Rui Leão disse à Lusa que o prémio “é uma conquista importante” para a prática profissional e qualidade arquitectónica e também para a região. “Recebemos o prémio não só pela nossa intervenção e adaptação, mas pela qualidade do edifício pré-existente. Fico muito contente porque também é importante para Macau em termos de reconhecimento da preservação do património e do trabalho à volta disso”, referiu. Para o arquitecto, a distinção obtida evidencia também “a importância de classificar edifícios” em Macau. “O edifício da Escola Portuguesa não está classificado e devia, porque é dos edifícios mais notáveis do século XX em Macau”, sublinhou, ao destacar a “zona de grande visibilidade onde está implantado”, e “a sofisticação” do projecto à época ao nível da iluminação e ventilação. A sala de leitura é um projecto do gabinete de arquitectura VLB, realizado em 2008.


Subscrever E-Newsletter



 

TSF

JA

JA PDF

Newsletter JA

mais

 

VOLCALIS
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA