outros prémios nacionais
-
Prémio IHRU. Conheça os projectos vencedores
05.12.2014
O prémio IHRU é atribuído pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana há 26 anos, o que o torna no prémio mais antigo da área, segundo referiu o presidente da instituição, Vítor Reis, na intervenção de conclusão da cerimónia.

Os projectos de reabilitação de um edifício na Rua dos Caldeireiros, no Porto, e de requalificação dos espaços públicos da Mouraria, no município de Moura,, foram hoje distinguidos com o prémio IHRU 2014.

O projecto de reabilitação de edifício na rua dos Caldeireiros, na freguesia de Vitória, no Porto, da autoria de Paulo Moreira, venceu o prémio IHRU 2014, do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, na vertente de “Reabilitação de edifício”.

Na vertente de “Reabilitação ou requalificação de espaço público” venceu o projecto para a “Requalificação dos espaços públicos da Mouraria de Moura”, projecto coordenado pelo arquitecto Pedro Guilherme.

O presidente do júri desta edição, David Justino, disse hoje durante a cerimónia de atribuição dos prémios que “não foi difícil identificar os vencedores”.

“Algumas obras identificam-se facilmente como sendo marcos para o futuro”, afirmou.

Durante a cerimónia, que decorreu no Instituto de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa, foram também entregues seis menções honrosas.

O projecto “Chalé das três esquinas”, de autoria do arquitecto Tiago do Vale, em Braga, foi premiado com uma menção honrosa na vertente da “Reabilitação de edifício”, categoria na qual se insere também o prémio para o projecto de reabilitação de outro edifício na rua dos Caldeireiros, no Porto.

Ainda nesta categoria foram premiados os projectos de “Reabilitação de habitação unifamiliar do início do século XX”, projecto coordenado pela arquitecta Inês da Silva Pimentel, na rua da Alegria, também no Porto, e a reabilitação do edifício “Casa do Miradouro”, projecto coordenado pela arquitecta Cecília Moreno, em Viseu.

Já na vertente de “Reabilitação ou requalificação do espaço público”, o júri atribuiu a menção honrosa ao “Projecto pedonal assistido de Montemor-o-Velho, acesso à encosta e ao castelo”, projecto coordenado pelo arquitecto Miguel Figueira.

O projecto de “Delimitação da área de reabilitação urbana de Alegrete”, do arquitecto Nuno Santana, no concelho de Portalegre, venceu a menção honrosa referente à vertente de “Área de reabilitação urbana”.

Na cerimónia esteve presente o ministro do Ambiente e Ordenamento do Território, Jorge Moreira da Silva, que afirmou que prevê um investimento de mil milhões de euros na reabilitação urbana e eficiência energética na habitação, provenientes dos próximos fundos comunitários (2014/2020).

O prémio IHRU é atribuído pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana há 26 anos, o que o torna no prémio mais antigo da área, segundo referiu o presidente da instituição, Vítor Reis, na intervenção de conclusão da cerimónia.

Fonte: Jornal I

Conheça aqui o catálogo dos prémios.


Subscrever E-Newsletter



 

TSF

JA

JA PDF

Newsletter JA

mais

 

VOLCALIS
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA