prémios secil
-
-
XV Prémio Secil Universidades Arquitectura
22.05.2018
Com o apoio da Ordem dos Arquitectos, a Secil lança uma nova edição do Prémio, a 15.ª, que tem como objectivo incentivar a qualidade do trabalho dos jovens estudantes de Arquitectura e promover o seu reconhecimento público.

As Escolas de Arquitectura entregam as candidaturas nas sedes da Ordem dos Arquitectos até 13 de Julho de 2018


Como se organiza o processo?
— Um processo interno de selecção da Escola


Os estudantes apresentam a sua candidatura na Escola de Arquitectura onde estiveram inscritos no MIA nos anos lectivos de 2015/2016 e/ou 2016/2017, que designa, internamente, o “júri” que procede à selecção dos trabalhos a submeter a concurso, em número máximo de cinco trabalhos de cada ano lectivo de referência.
São as escolas de Arquitectura que enviam os trabalhos seleccionados, devidamente identificados por forma a ser possível distinguir o ano lectivo em que foram produzidos, para as sedes da Ordem dos Arquitectos.


Quais são os trabalhos elegíveis?

Os trabalhos realizados por estudantes de escolas de Arquitectura portuguesas, nascidos após 31 de Dezembro de 1985, inscritos na disciplina de Projecto ou Arquitectura de um MIA durante os anos lectivos de 2015/2016 e 2016/2017, com um projecto realizado individualmente ou colectivamente por até quatro colegas.


Como se apresenta a candidatura?
— Em painéis; não são aceites maquetas


A selecção dos trabalhos apresentada por cada Escola é entregue nas sedes da Ordem dos Arquitectos num invólucro fechado, com a indicação, no exterior, do nome da Escola, do(s) nome(s) do concorrente(s) e do título do concurso — XV Prémio Secil Universidades Arquitectura.
Cada trabalho candidato ao Prémio é apresentado através de:
1. um conjunto de painéis de suporte rígido leve, em número máximo de quatro, com formato A1 ao alto, que contém:
o título do trabalho e a identificação do(s) seu(s) autor(es), da escola de Arquitectura e do orientador do trabalho
a memória descritiva do trabalho
os elementos gráficos julgados necessários à compreensão da solução projectual.
2. um CD que contém todos os elementos escritos e gráficos julgados necessários à compreensão da solução projectual, com resolução suficiente para serem utilizados na produção do catálogo dos trabalhos premiados.
3. um dossier — um conjunto de folhas A4, todas rubricadas pelo(s) autor(es), onde conste:
o título do trabalho
a identificação do(s) autor(es), permitindo a verificação da sua data de nascimento
os contactos do(s) autor(es) — e-mail, telefone/telemóvel e morada postal
o nome do orientador do trabalho
nome da Escola de Arquitectura a disciplina/ano do MIA em cujo âmbito o trabalho foi realizado
um comprovativo da situação académica do(s) candidato(s) que ateste a informação referida em e)

A estes elementos, dentro do invólucro fechado, é junto um envelope fechado, com a indicação no exterior do nome da Escola e do título do concurso:
a) a forma como foi realizado o processo interno de selecção dos trabalhos
b) uma página A4, por cada trabalho apresentado a concurso, com uma descrição sucinta do contexto em que foi realizado.


Quantos prémios são atribuídos?

São atribuídos até seis prémios: até três relativos ao ano lectivo 2015/2016 e até três relativos ao ano lectivo 2016/2017.


Quem decide os prémios?

Um Júri constituído por nove arquitectos; cinco deles são sorteados de entre as Escolas que venham a candidatar trabalhos realizados pelos seus alunos.


Coloque as suas dúvidas através do e-mail premio.secil@ordemdosarquitectos.pt
ou do telefone 213 241 107



Documentos

Subscrever E-Newsletter



 

TSF

JA

JA PDF

Newsletter JA

mais

 

VOLCALIS
OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA