concursos internacionais
-
CONCURSO INTERNACIONAL PARA O PLANO GERAL URBANÍSTICO DO PARQUE OLÍMPICO RIO 2016
03.05.2011
Os documentos do Concurso estão sendo finalizados e estarão disponíveis no site no dia 3 de maio.
O concurso é resultado de uma parceria celebrada entre o Instituto de Arquitetos do Brasil/Rio de Janeiro (IAB-RJ) e a Prefeitura do Rio de Janeiro.

No português do original, transcreve-se o comunicado, datado de 2 de Maio:

"O Instituto de Arquitetos do Brasil/Rio de Janeiro (IAB-RJ) firmou mais uma parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro, na realização do Concurso Internacional para o Plano Geral Urbanístico do Parque Olímpico Rio 2016.

Após os Jogos Olímpicos, serão erguidos novos empreendimentos que, ao lado dos equipamentos esportivos permanentes, formarão uma área que será referência de planejamento e sustentabilidade para a cidade.

O concurso – coordenado pelo Instituto Rio 2014/2016 – será realizado em etapa única. As equipes participantes deverão ser multidisciplinares e comandadas por um arquiteto urbanista com experiência em projeto de complexidade similar. O júri será formado por um representante da Prefeitura do Rio de Janeiro, um representante do Governo Federal, um representante do Comitê Organizador dos Jogos 2016, um representante do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e cinco representantes do IAB, sendo dois jurados internacionais. As inscrições poderão ser feitas pelo site, a partir de 2 de maio. O resultado será divulgado em julho.


O Parque Olímpico Rio 2016 terá área de 1.180.000 metros quadrados e vai abrigar disputas de 15 modalidades durante os Jogos Olímpicos Rio 2016: basquete, judô taekwondo, lutas, handebol, hóquei sobre a grama, tênis, ciclismo, saltos ornamentais, pólo aquático, natação, nado sincronizado, ginástica artística, ginástica rítmica e ginástica de trampolim. O plano geral urbanístico precisa prever dois cenários.
No modo “Jogos Olímpicos”, o projeto deverá assegurar as melhores condições para a realização e operacionalização da competição esportiva.
No modo “Legado”, precisa garantir a viabilidade da implantação dos novos empreendimentos de forma sustentável.

O valor da urbanização do Parque Olímpico Rio 2016 deverá ser de até R$ 590 milhões, com a liberação de, no mínimo, 60% da área para empreendimentos futuros. No plano geral urbanístico, os novos equipamentos esportivos permanentes deverão estar concentrados em torno dos já existentes – Parque Aquático Maria Lenk, Velódromo e Arena do Rio. Após os Jogos Olímpicos, este grupo de construções terá o nome de Centro Olímpico de Treinamento (COT) e será utilizado para descobrir e desenvolver talentos esportivos.

A proposta urbanística também deverá contemplar a definição dos espaços públicos nos dois modos (ruas, áreas livres, acessos etc.); a transição do modo “Jogos Olímpicos” para o modo “Legado”; a integração ao contexto urbano existente através de uma estrutura viária hierarquizada; a preservação das qualidades ambientais do sítio, com destaque para a recuperação ecológica da lagoa e suas vertentes; a priorização da permeabilidade do solo no tratamento das superfícies; acessibilidade universal; a integração dos projetos municipais previstos para o entorno; a priorização de inovações tecnológicas sustentáveis; a conexão clara entre os futuros empreendimentos, esportivos ou não, através dos espaços públicos; o atendimento aos compromissos previstos na Candidatura Rio 2016; e a segurança do espaço.

PARQUE OLÍMPICO RIO 2016

Modo Jogos Olímpicos


Equipamentos Permanentes
* Laboratório de Ciência e Esporte
* Centro Médico
* Recepção
* Alojamento dos Atletas
* Parte do Centro de Tênis
* Pista de Atletismo
* Pavilhão Olímpico
* Centro de Mídia + Hotel

Equipamentos Existentes
* Parque Aquático Maria Lenk
* Arena do Rio
* Velódromo

Equipamentos Temporários
* Centro de Hóquei
* Centro Aquático
* Quadra Principal de Tênis e Quadras Aquecimento
* Praça de Espectadores e Estacionamento
* Espaço de Convivência para exibição das competições
* Vila dos Patrocinadores

Preservação Ambiental
* Sistema de áreas Verdes englobando a orla do Parque Olímpico



Modo Legado

Centro Olímpico de Treinamento
* Laboratório de Ciência e Esporte
* Centro Médico
* Recepção
* Alojamento dos Atletas
* Centro de Tênis
* Pista de Atletismo
* Pavilhão Olímpico
* Parque Aquático Maria Lenk
* Arena do Rio
* Velódromo

Novos Empreendimentos
* Centro de mídia + hotel
* Empreendimentos residenciais, comerciais e de lazer

Preservação Ambiental
* Sistema de áreas verdes englobando a orla do Parque Olímpico

Concurso Internacional para o Plano Geral Urbanístico do Parque Olímpico Rio 2016.
Inscrições : entre 2 de maio e 15 de junho
Entrega dos trabalhos: até 30 de junho
Julgamento : de 4 a 10 de julho
Resultado: 13 de julho

OA
OASRN OASRS HABITAR PORTUGAL IAP20 OAPIX 1(-)1 CONGRESSO DOS ARQUITECTOS PORTAL DOS ARQUITECTOS
CAE CIALP DoCoMoMo FEPA UIA